Toda Saudade Em um Único Big Bang

Preciso te dizer algo,

Mas feche os olhos por primeiro. 

 

Da onde saímos,

Estamos voltando

Para onde nos conhecemos,

Mas as lembranças,

Algumas tantas, 

Mas tão raras, 

Permanecem

Pouco a pouco 

Ficaram para trás.

 

As memórias Não sobrevivem ao tempo.

 

Não quero me esquecer 

Que o barulho do vento

Contém muito

Do ruído do universo

E que a saudade,

Assim Como o Big Bang 

Se expande de um único ponto 

Virando tudo o que existe, 

Tangenciável ou não,

Ocupando o que há de espaço.

 

É por isso que não posso tocar no que sinto

Porque não posso tocar no que viaja no tempo

E resiste.

 

É só sentimento.

 

Não quero me esquecer,

Que no meio do impossível

E da infinidade finita do cosmo

Eu encontrei você,

Este grãozinho de areia 

Tão minúsculo 

Que contém a minha resposta para tudo.

 

Não dá para acreditar que a sorte existe,

Pois seria menos de uma em sextrilhões,

Algo que não sei nem pronunciar.

 

Nem no acaso,

Porque os números não ajudam,

Existem Muitas estrelas no céu.

É impossível contar.

 

Todo ponto de escuro contém bilhões de pontinhos de luz

E é exatamente assim que você faz eu me sentir.

 

Só posso acreditar no destino,

Pois é a única coisa que ainda faz sentido 

Quando suspendo a minha visão o mais alto possível.

 

Isto explica o porquê eu sai de orbita.

Você se expande comigo

Preenchendo todo vácuo e lacuna 

Humano.

 

Basta eu fechar os meus olhos e sentir

Para saber tudo o que eu preciso sobre a vida

Do inicio

Ao fim.  

 

Porque você é o meu milagre.

  • Spotify Euiancoski
  • Instagram Euiancoski
  • YouTube Euiancoski

© 2020 por Jéssica Iancoski. 

Contato

jessicaiancoski@gmail.com

EU-i | CNPJ:33.066.546/0001-02 | Curitiba, PR