• Jéssica Iancoski

Silvina Ocampo - Quando perdida vago entre sombrias | Poesia Argentina

Poema de Silvina Ocampo Quando Perdida Vago Entre Sombrias.


Silvina Inocência Ocampo foi uma escritora, contista e poeta argentina. Seu primeiro livro foi Viaje olvidado e o último Las repeticiones, publicado postumamente em 2006. Durante grande parte de sua vida, sua figura foi ofuscada pelas de sua irmã Victoria, seu esposo, Adolfo Bioy Casares, e seu amigo Jorge Luis Borges, mas com o tempo sua obra tem sido reconhecida e passou a ser considerada uma autora fundamental da literatura argentina do século XX. Nasceu em 1903 e faleceu em 1993.


►► Apoie o projeto! E nos ajude a espalhar mais poesia

https://apoia.se/tomaaiumpoema

poema de silvina ocampo poesia argentina
Quando Perdida Vago Entre Sombrias (Poesia Argentina: Silvina Ocampo/ Toma Aí Um Poema)

Poema: Quando perdida vago entre sombrias

Poeta: Silvina Ocampo

Tradução: Mariana Basílio

Voz: Jéssica Iancoski | @euiancoski


Use #tomaaiumpoema

Siga @tomaaiumpoema


Quando perdida vago entre sombrias


Quando perdida vago entre sombrias

pedras sem luz e sem admiração

chego arrependida a tua mansão,

a tuas secretas, fundas galerias


onde me espera o que me oferecias.

Ali encontro tua luz e tua paixão,

ali compreendo sem superstição

que me enches de alegria e de agonia.


Quem não me segue ali me perderá...

Quem não me busca ali não arrancará

nem uma só resposta dos meus lábios.

Em teus rosais de ouro, está o futuro,

o que venerarei, o que é mais puro

porque teus pensamentos são os sábios.

poema de silvina  ocampo  quando perdida
Quando Perdida Vago Entre Sombrias (Poesia Argentina: Silvina Ocampo/ Toma Aí Um Poema)

Poesia Argentina Declamada no YouTube =

Conheça o Podcast Isto não são só Poesias: ►►https://open.spotify.com/show/163N38GrKyTBAfFN2nW1hU

#poesiaargentina #poetisa #silvinaocampo