• Jéssica Iancoski

Pablo Neruda - Soneto XVII | Poesia Chilena

Poema de Pablo Neruda Soneto XVII.


Pablo Neruda, ou Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto, foi um poeta chileno, considerado um dos mais importantes poetas da língua castelhana do século XX.

Ele nasceu em 1904, Ganhou o Nobel de Literatura em 1971.

Morreu dois anos depois, com hipóteses controvérsias e circunstâncias suspeitas.

►► Apoie o projeto! E nos ajude a espalhar mais poesia

https://apoia.se/tomaaiumpoema

Soneto XVII (Poesia Chilena: Pablo Neruda/Toma Aí Um Poema)

Poeta: Pablo Neruda

Poema: Soneto XVII

Tradução: Carlos Nejar

Voz: Jéssica Iancoski | @euiancoski


Use #tomaaiumpoema

Siga @tomaaiumpoema

Soneto XVII


Não te amo como se fosses rosa de sal, topázio

ou flecha de cravos que propagam o fogo:

te amo como se amam certas coisas obscuras,

secretamente, entre a sombra e a alma.

Te amo como a planta que não floresce e leva

dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,

e graças a teu amor vive escuro em meu corpo

o apertado aroma que ascendeu da terra.


Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,

te amo diretamente sem problemas nem orgulho:

assim te amo porque não sei amar de outra maneira,


senão assim deste modo em que não sou nem és

tão perto que tua mão sobre meu peito é minha

tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.


Soneto XVII (Poesia Chilena: Pablo Neruda/Toma Aí Um Poema)

Soneto de Pablo Neruda Declamado no YouTube =P

Conheça o Podcast Isto não são só Poesias: ►►https://open.spotify.com/show/163N38GrKyTBAfFN2nW1hU


SIGA NO INSTAGRAM

http://instagram.com/euiancoski


#pabloneruda

#poesiamundial

#poesiachilena


  • Spotify Euiancoski
  • Instagram Euiancoski
  • YouTube Euiancoski

© 2020 por Jéssica Iancoski. 

Contato

jessicaiancoski@gmail.com

EU-i | CNPJ:33.066.546/0001-02 | Curitiba, PR