• Jéssica Iancoski

Pablo Neruda - Soneto XI Tenho Fome | Poesia CHILE

Soneto XI de Pablo Neruda Tenho Fome.


Pablo Neruda. ou Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto, foi um poeta chileno, considerado um dos mais importantes poetas da língua castelhana do século XX.


Ele nasceu em 1904, Ganhou o Nobel de Literatura em 1971.


Morreu dois anos depois, com hipóteses controvérsias e circunstancias suspeitas.


►► Leia o Livro de Poesia "Poilhias" de Jéssica Iancoski grátis no KindleUnlimited

(Poema de Pablo Neruda "Soneto XI')

Soneto XI


Tenho fome da tua boca, da tua voz, do teu cabelo,

e ando pelas ruas sem comer, calado,

não me sustenta o pão, a aurora me desconcerta,

busco no dia o som líquido dos teus pés.


Estou faminto do teu riso saltitante,

das tuas mãos cor de furioso celeiro,

tenho fome da pálida pedra das tuas unhas,

quero comer a tua pele como uma intacta amêndoa.


Quero comer o raio queimado na tua formosura,

o nariz soberano do rosto altivo,

quero comer a sombra fugaz das tuas pestanas


e faminto venho e vou farejando o crepúsculo

à tua procura, procurando o teu coração ardente

como um puma na solidão de Quitratue.


Poema de Pablo Neruda no YouTube =P

Clique no link para se INSCREVER no nosso canal no YouTube! ►►► https://www.youtube.com/channel/UCFs5WmyZ6IJhZvxGCwgq8dA?sub_confirmation=1

Conheça o Podcast Isto não são só Poesias:

►► https://open.spotify.com/show/163N38GrKyTBAfFN2nW1hU

SIGA NO INSTAGRAM

http://instagram.com/euiancoski

  • Spotify Euiancoski
  • Instagram Euiancoski
  • YouTube Euiancoski

© 2020 por Jéssica Iancoski. 

Contato

jessicaiancoski@gmail.com

EU-i | CNPJ:33.066.546/0001-02 | Curitiba, PR