• Jéssica Iancoski

Manuel Bandeira - Poema Versos de Natal | Poesia Brasileira

Poema de Manuel Bandeira Versos de Natal.


Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho foi um poeta, crítico literário e de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro.


É considerado como parte da geração de 1922 do modernismo no Brasil.


Seu poema "Os Sapos" foi o abre-alas da Semana de Arte Moderna.


Nasceu em Recife em 1886 e faleceu em 1968, aos 82 anos.


►► Apoie o projeto! E nos ajude a espalhar mais poesia

https://apoia.se/tomaaiumpoema

Poema de natal manuel bandeira
Versos de Natal (Poesia Brasileira: Manuel Bandeira/Toma Aí Um Poema)

Poeta: Manuel Bandeira

Poema: Versos de Natal

Voz: Jéssica Iancoski | @Euiancoski

Use #tomaaiumpoema

Siga @tomaaiumpoema


Versos de Natal


Espelho, amigo verdadeiro,

Tu refletes as minhas rugas,

Os meus cabelos brancos,

Os meus olhos míopes e cansados.

Espelho, amigo verdadeiro,

Mestre do realismo exato e minucioso,

Obrigado, obrigado!


Mas se fosses mágico,

Penetrarias até o fundo desse homem triste,

Descobririas o menino que sustenta esse homem,

O menino que não quer morrer,

Que não morrerá senão comigo,

O menino que todos os anos na véspera do Natal

Pensa ainda em por seus chinelinhos atrás da porta.

Versos de Natal manuel bandeira
Versos de Natal (Poesia Brasileira: Manuel Bandeira/Toma Aí Um Poema)

Poesia Brasileira Declamada no YouTube =P

Conheça o Podcast Isto não são só Poesias:

►►https://open.spotify.com/show/163N38GrKyTBAfFN2nW1hU


SIGA NO INSTAGRAM

http://instagram.com/euiancoski


#poesiabrasileira

#manuelbandeira

#poemanatalino