• Jéssica Iancoski

História para Dormir - Planeta das Namoradas | Podcast para criança| Jéssica Iancoski | Conto Curto

Você sabia que a Literatura Infantil é repleta de boas histórias que podem divertir, entreter e fazer até mesmo os adultos sentirem?


As Histórias Infantis são mágicas! Não só porque são repletas de fantasia, a boa Literatura Infantil, normamente, é sobre questões e sentimentos unviersais. E é isto o que pode tornar as histórias, os contos, as fábulas infantis para todas as idades.


A Literatura Infantil, costuma começar para as pessoas com a aproximação dos adultos lendo histórias para as crianças. Mas quando a história é boa, diverte todo mundo!


Contos Curtos para Escutar e para Ler

Ler histórias é bom, mas ouvir histórias pode ser muito melhor! Depende do momento e do dia!


Para tornar a hora de dormir mais divertida, que tal uma história? Por isto, criamos a série Histórias para Dormir. Queremos resgatar o poder pelo prazer da leitura!


Estamos tão envolvidos nesse projeto que disponibilizamos novas histórias grátis, curtas, com ilustração, texto e áudio e podcast de histórias! E o melhor de tudo, os contos são muito divertidos!


História para Dormir - O Planeta das Namoradas | Conto Curto


A conto Infantil O Planeta das Namoradas foi escrito, ilustrado e gravado por Jéssica Iancoski @euiancoski.


A história conta sobre uma galáxia distante da nossa, na qual as namoradas tem os seus parafusos apertados antes de serem enviadas para a Terra. A História não está completa! Este é só a primeira parte. Em breve, ela receberá a continuidade!


Podcast de Histórias: Histórias para Dormir - Planeta das Namoradas


Você é do tipo que prefere ouvir histórias ao invés de ler? Está tudo certo! Separamos o podcast do conto do Planeta das Namoradas! É só dar play!



O Planeta das Namoradas por Jéssica Iancoski | Conto Infantil para ler e ouvir grátis



É normal crescer e querer uma namorada, não precisa se assustar com isto. Acontece com quase todo mundo, embora, seja verdade que existem exceções. Mas mesmo assim… É que chega uma idade que a gente descobre que querer muito uma coisa pode assustar, aí assusta menos fingir que a gente não quer e desdenhar. Já vi isso acontecer até mesmo com alguns padres, porque eles sabem o que querem, mas fizeram uma escolha profissional, aí é por isso que muitos deles namoram escondidos.


A questão é que é normal querer uma namorada e é tão normal que existe uma galáxia, não tão longe da nossa, dedicada apenas às namoradas. Eu só sei disso porque eu vim de lá e por alguma razão ou defeito, eu me esqueci de esquecer essa informação.


Essa galáxia que me referi é composta principalmente por planetas das namoradas, mas tem outras coisas nela como poeira de estrelas e puns, quer dizer explosões flatulentas de compostos quânticos. Às vezes acontece de algumas coisas se auto-explodir por lá, mas pelo o que eu me lembro, se bem que posso estar enganada, é algum erro que acontece em uma ou outra namorada, enquanto elas são montadas, antes de serem enviadas para a terra.




A galáxia das namoradas tem vários planetas, não me recordo de todos agora, mas sei que o azul, o verde, o castanho e o preto são os principais, embora seja verdade tem uns planetas menores como o violeta e o âmbar, mas eles são tão pequenos que deve ser por isso que eu não consigo me lembrar deles direito.


Cada um desses planetas se dedica a um tipo de namorada, dois ou três no máximo, a variação é pequena. São eles que se encarregam de enviar as namoradas para alguma parte da terra. Aqui no Brasil, por exemplo, o principal fornecedor é o planeta das namoradas castanho, mas é possível sim conseguir uma namorada de um dos outros planetas, é uma questão de achar o contato adequado.

Lá nos planetas das namoradas, as namoradas são preparadas para serem enviadas para a terra por Zellas, umas criaturas meio achatadas, com mãos de chave de fenda e olhos bem espertos e detalhistas. Os Zellas são responsáveis pela montagem das namoradas, eles cuidam principalmente para que elas pareçam com humanos. Eu sei que pode parecer estranho, mas laá para eles são todas namoradas, embora possa haver distinção de algumas peças na montagem, são chamadas de namoradas. Eles não estão muito interessados nesses detalhes, porque o que importa para eles são outras coisas. É só na terra que isso tem tanta relevância, nos outros planetas isso é praticamente como a cor dos olhos: tanto faz.


Um bom Zella é aquele que possui as chaves de fendas mais habilidosas e os olhos mais detalhistas possíveis, porque eles precisam estar constantemente verificando e ajustando as funções importantes das namoradas. A função mais difícil de ajustar é o companheirismo, porque se não aperta o parafuso bem apertadinho, quando a namorada é enviada para a terra, ela acaba desistindo de ser namorada em algum momento. Mas tem outras coisas que também são importantes verificar, como: se ela sabe cuidar do humano, se ela sabe identificar o que ele está precisando, se ela se ajusta às rotinas da terra e por aí... E algumas coisas mais específicas de cada linha, porque as namoradas do planeta das namoradas não são todas iguais. Algumas vem com habilidades como gostar de cozinhar, de ver filme, de ir na academia... Enfim, varia muito porque os humanos também não são todos iguais.


Recentemente começou a acontecer uma coisa ruim com as namoradas do planeta das namoradas. Elas começaram a chegar na terra e ficar confusas, porque a Terra tem mudado muito e os planetas das namoradas não tem conseguido dar conta de ajustar as namoradas de forma adequada frente a essas mudanças. Ao que tudo indica os Zellas não tem força suficiente para apertar os parafusos, da forma como a Terra tem exigido.


Devido às mudanças, muitas namoradas que chegam do planeta das namoradas hoje, ficam só um ou dois anos com o humano e esquecem que são namoradas do planeta das namoradas e logo resolvem ser como humanos também. Tem sido uma verdadeira confusão, porque muitos humanos também tem preferido ser solteiros e isso pode ser prejudicial para o desenvolvimento de algumas habilidades importantes como a tolerância a frustração e a conectividade, por exemplo.


As namoradas do planeta das namoradas e os humanos são espécies totalmente diferentes, não pela aparência, pois como eu contei, os Zellas fazem um bom trabalho deixando as namoradas parecidas com os humanos. São espécies diferentes porque a ambição entre elas é diferente. Enquanto a espécie das namoradas quer aproveitar a vida achando um sentido no amor, os humanos querem achar um sentido no trabalho e na vida em sociedade. Embora, sejam diferentes, elas também são complementares. Normalmente, uma espécie precisa da outra porque juntas podem desenvolver as duas coisas e as distorções dos excessos de uma, corrigem as de falta uma da outra. Ambas estão na terra justamente para se encontrarem e poderem se conectar e se desenvolverem o máximo possível em uma vida.

Contudo, como contei, a Terra tem mudado muito e não tem sido assim nos últimos tempos.

As namoradas vem para cá e a ambição delas se transforma em outras e a dos humanos só se afloram. É por isto que cada vez mais tem menos namoradas do planeta das namoradas e mais namoradas do planeta terra. A diferença é sutil, mas é possível notar quando acontece essa mudança, uma vez que as namoradas que são orientadas pelo planeta das namoradas só sentem a completude da felicidade quando encontram o amor, mas quando passam pela transformação da ambição, transformando-se em namoradas do planeta terra, passam a encontrá-lo também em si próprias.


Isto acontece porque ao contrário do que possa parecer, as namoradas do planeta das namoradas não vem para cá apenas para ser a namorada de algum humano. Elas vem para cá porque tem outras coisas para desenvolver e elas serem planejadas para buscarem o amor, não significa que elas não estão sendo devotas a si mesmas. Até porque existem coisas na terra que namoradas do planeta das namoradas podem fazer, embora, seja verdade, normalmente tem a ver com poesia e arte.


Estando aqui na terra, eu reparei que é comum um humano achar que a busca pelo amor é uma atividade secundária, mas não tem como culpá-los. O cérebro deles foi programado assim. E é normal também as namoradas não entenderem que eles não conseguem entender isto. Assim como as namoradas não entendem muito bem como alguém pode não escolher o amor. Pra nós é mais fácil até mesmo entender quando alguém escolhe o sofrimento de um amor do que entender alguém não querer ele.



Aí como a vida na terra tem ficado bem complicada e muito diferente, anda difícil para a espécie das namoradas entender a espécie humana, e a recíproca é verdadeira também. Isto tem feito com que cada espécie se feche em si mesma e desista de desenvolver as habilidades para que vieram, lembra, da tolerância a frustração e a conectividade… Mas isto não quer dizer que elas não estão desenvolvendo nenhuma habilidade, elas passaram a desenvolver outras habilidades que descobriram no caminho.


Eu sou uma namorada do planeta das namoradas tradicional, consegui encontrar o amor e ser feliz com ele, mas vejo as minhas amigas tendo dificuldades. Honestamente, vendo esse cenário de mudança, eu não sei mais se há apenas uma única resposta para tudo como foi um dia, mas tem me parecido mais sensato existir mais de uma resposta. Pra ser exata entre duas e cinquenta e sete. Penso que as coisas mudaram e mesmo que algo originalmente tenha sido criado para algo específico, não me parece fazer sentido usar isto como uma limitação. Acho que a vida na terra atualmente é mais do que achar o amor e o trabalho. Se exapandiu virando algo que eu e ninguém, seja qual espécie for, esta perto de descobrir sobre o que é. A única coisa que eu sei é que quanto maior o sonho, mais longe ele te leva, mas nem sempre a felicidade está tão distante assim. Não tem problema sonhar dentro dos costumes também.


Perguntas para guiar a descoberta de interpretações


1. Se é normal crescer e querer uma namorada, em qual idade você acha que já é possível ter uma?

2. No Planeta das Namoradas eles não fazem distinção de nome, apenas de peças e por isto todas são chamadas de "Namoradas". O que você acha sobre isso?

3. Você também identifica que o planeta tem mudado? Se sim, o que você acha dessas mudanças?

4.Você acha que a busca pelo amor é uma atividade secundária na terra? Se você tivesse que escolher qual você diria que é mais importante: o amor, o trabalho ou outro?

5. Você gosta de sonhar grande ou pequininho? Por quê?

Lembre-se: não existe resposta certa ou errada, quando o assunto é Literatura. No máximo, opiniões e interpretações diferentes!


Procure entender o que a história desperta e não o que ela significa!


E, ai? O que achou da história?


Se quiser apoiar o projeto é fácil, curta o post, comente e compartilhe com os amigos!

Se increva na nossa NewsLetter!


Siga @Euiancoski nas redes sociais!

www.instagram.com/@euiancoski

http://twitter.com/euiancoski

https://soundcloud.com/user-925659011


E se inscreva no nosso canal no YouTube!

https://www.youtube.com/channel/UCFs5WmyZ6IJhZvxGCwgq8dA?sub_confirmation=1

Nossos Podcasts de história infantil estão disponíveis lá também!

  • Spotify Euiancoski
  • Instagram Euiancoski
  • YouTube Euiancoski

© 2020 por Jéssica Iancoski. 

Contato

jessicaiancoski@gmail.com

EU-i | CNPJ:33.066.546/0001-02 | Curitiba, PR