• Jéssica Iancoski

Emiliano Perneta - Poema Mors | Poesia Brasileira Declamada

Emiliano David Perneta foi um poeta paranaense.


Ele foi um dos fundadores do Simbolismo no Brasil.


Nasceu em 1866 e faleceu em 1934, aos 55 anos.


►► Leia o Livro de Poesia "Poilhias" de Jéssica Iancoski grátis no KindleUnlimited

(Poema de Emiliano Perneta "Mors")

Mors


Nesse risonho lar,

A dor caiu neste momento,

Como se fosse a chuva, o vento,

O raio, e bate sem cessar...

Bate e estala,

Como uma louca,

De boca em boca,

De sala em sala...

Somente tu, flor delicada,

Como quem veio

Fatigada

De um passeio,

Tombaste ali, silenciosa,

Sobre o sofá,

No abandono,

Pálido rosa,

De um longo sono,

De que ninguém te acordará!



Publicado no livro Ilusão (1911).


In: PERNETA, Emiliano. Poesias completas. Biogr. Andrade Muricy. Est crít. Tasso da Silveira. Rio de Janeiro: Z. Valverde, 1945. v.


Escute este poema no YouTube!

Clique no link para se INSCREVER no nosso canal no YouTube!

►►► https://www.youtube.com/channel/UCFs5WmyZ6IJhZvxGCwgq8dA?sub_confirmation=1


Conheça o Podcast Isto não são só Poesias: ►► https://open.spotify.com/show/163N38GrKyTBAfFN2nW1hU

SIGA NO INSTAGRAM

http://instagram.com/euiancoski

  • Spotify Euiancoski
  • Instagram Euiancoski
  • YouTube Euiancoski

© 2020 por Jéssica Iancoski. 

Contato

jessicaiancoski@gmail.com

EU-i | CNPJ:33.066.546/0001-02 | Curitiba, PR