• Jéssica Iancoski

Adriane Garcia - Alto de Natal | Mirada: Laudelinas IV

Poema de Adriane Garcia - Alto de Natal.


Adriane Garcia, poeta, nascida e residente em Belo Horizonte. Publicou Fábulas para adulto perder o sono (Prêmio Paraná de Literatura 2013, ed. Biblioteca do Paraná), O nome do mundo (ed. Armazém da Cultura, 2014), Só, com peixes (ed. Confraria do Vento, 2015), Embrulhado para viagem (col. Leve um Livro, 2016), Garrafas ao mar (ed. Penalux, 2018), Arraial do Curral del Rei – a desmemória dos bois (ed. Conceito Editorial, 2019) e Eva-proto-poeta (ed. Caos & Letras, 2020). (Prêmio Paraná de Literatura 2013, ed. Biblioteca do Paraná), O nome do mundo (ed. Armazém da Cultura, 2014), Só, com peixes (ed. Confraria do Vento, 2015), Embrulhado para viagem (col. Leve um Livro, 2016), Garrafas ao mar (ed. Penalux, 2018), Arraial do Curral del Rei – a desmemória dos bois (ed. Conceito Editorial, 2019) e Eva-proto-poeta (ed. Caos & Letras, 2020).


►► Apoie o projeto! E nos ajude a espalhar mais poesia

https://apoia.se/tomaaiumpoema

Poema de Adriane Garica alto de natal
Alto de Natal (Mirada: Adriane Garcia/Toma Aí Um Poema)

Poema: Alto de Natal

Poeta: Adriane Garcia

Voz: Jéssica Iancoski | @euiancoski


Use #tomaaiumpoema

Siga @tomaaiumpoema

Alto de Natal


Ave-maria cheia de graça

O Senhor é convosco

Qual matrioskas nasceu Maria

De Maria de Maria de Maria

Das galés


De parteiras

De Marias

Maira solta um berro

De bezerro que bebia

Mais leite do que Maria


Ave! Nasceu!

Na luz anônima de março

Sem Estrela

Maria

É de pesado astro


Galinhas, pintinhos

Vaca, boi, pinheiro

Não é dezembro e os reis

Magos, magros

São os tempos

Maria envolta em andrajos

Manta puída, mãe de vento

Vai para o colo de outra

E outra e outra:

Matrioskas

Maria longe do peito

Maria fazendo escala

Maria Belém fugindo

Herodes com seu buraco

Fome, fomes, Maria

Maria, a mãe, onde está?


Nem ouro, incenso ou mirra

Nem mesmo um boi-bumbá

Estrelado somente o dia

A secar Maria, a secar

À noite Maria molha

O Colchão e os modos

De olhar

Maria mijona

Maria chorona

Maria, incômodo mar

Ave! Um anjo, Maria

Não tarda a vir consolar

(e Maria monte um presépio

bota um menino no altar)

Maria crescendo quer dar à luz

Um homem

Mas no escuro vem

Maria de Maria de Maria de Maria

de Maria

Das galés


►►“Laudelinas" é um projeto de fomento das vozes femininas na sua multiplicidade de atuação artística e social. Leia em

https://www.miradajanela.com/2021/03/laudelinas-iv.html

Adriane garcia poema alto de natal
Alto de Natal (Mirada: Adriane Garcia/Toma Aí Um Poema)

Poesia Declamada no YouTube =P


Conheça o Podcast Isto não são só Poesias: ►►https://open.spotify.com/show/163N38GrKyTBAfFN2nW1hU


#adrianegarcia

#poesiacontemporanea

#mirada

#poetisa